Esporotricose: pesquisadores esclarecem sobre a doença, que pode afetar animais e humanos

1 comentários:

  1. Cristina Palmer
    A ESPOROTRICOSE NÃO É "A DOENÇA DO GATO" - POR FAVOR, DIVULGUEM!
    A ESPOROTRICOSE NÃO É "A DOENÇA DO GATO" - O governo da cidade do Rio de Janeiro lançou uma campanha ontem, dia 05 de agosto de 2015, contra a esporotricose, denominando-a de DOENÇA DO GATO (vejam publicação no DO do Municipio em anexo). Enquanto a doença deve ser combatida, e a população alertada para os perigos da mesma, a sua referência como DOENÇA DO GATO mostra o despreparo e a ignorância do governo desta cidade, além de uma postura tendenciosa e preconceituosa contra Felinos, através de um órgão público que deveria, teoricamente, ser conhecedor de zoonoses!.
    A ESPOROTRICOSE NÃO É DOENÇA DO GATO. A esporotricose é uma infecção causada por um fungo chamado SPOROTHRIX SCHENCKII. De acordo com informação do Center for Disease Control and Prevention nos Estados Unidos, esse fungo vive no solo, nas plantas e em vegetação em decomposição. A forma mais comum de adquirir a doença é através da manipulação de plantas contaminadas quando se tem um corte na pele. E é assim que o gato se contamina com esse fungo (fonte:http://www.cdc.gov/fungal/diseases/sporotrichosis/).
    Nos Estados Unidos a doença também é conhecida como ROSE GARDENER'S DISEASE (fonte: (https://en.wikipedia.org/wiki/Sporotrichosis). A doença está atingindo os gatos em número maior na cidade do Rio de Janeiro porque o governo da cidade do Rio de Janeiro faz MUITO pouco para controlar o abandono e a população de felinos na cidade de maneira correta e dentro da legalidade! O gato é um animal que naturalmente se esfrega nas vegetações contaminadas.
    Portanto, senhores doutores que trabalham na Vigilância Sanitária - VAMOS NOS EDUCAR antes de passar essas informações mentirosas e TENDENCIOSAS à população!!!!!


    Cristina Palmer
    ONG OITO VIDAS
    www.oitovidas.org.br

    ResponderExcluir